Modelo híbrido

Modelo híbrido de trabalho

Compartilhe

Você já ouviu falar sobre o modelo híbrido de trabalho?

O modelo híbrido de trabalho chegou como resultado da pandemia ocasionada pelo coronavírus em 2020 e já mostra que será o novo modelo do futuro do trabalho.

Com a chegada da covid-19 de um dia para o outro as empresas foram obrigadas a se adaptarem ao isolamento social e colocarem os seus colaboradores em trabalho remoto, conhecido como “Home Office”.  Já muito difundido entre programadores e profissionais da área de tecnologia, consiste basicamente em trabalhar remotamente de suas residências, utilizando softwares e recebendo orientações e tarefas de forma virtual com o suporte de ferramentas de teleconferência. Ao contrário do que muitos pensam, não é tão simples: exige mais foco, disciplina e organização do colaborador, além de confiança e autonomia por parte da empresa.

O home office funciona para todos?

Este modelo de teletrabalho é funcional, porém é efetivo apenas para uma parcela da nossa sociedade, a que possui boa infraestrutura em seus lares e a ausência de problemas domésticos. A oferta de serviços como internet de qualidade, eletricidade estável, entre outros fatores, se mostram ainda mais escassos em regiões afastadas dos grandes centros e também inviável para o bolso do colaborador. Segundo uma pesquisa realizada pela rede social Linkedin, 39% dos entrevistados apontam que a falta de contato com os colegas também é um fator desfavorável ao trabalho em casa, pois a saúde mental é afetada quando se está em isolamento.

Outro ponto questionável está na relação trabalhista. Especialistas já apontaram problemas como o excesso de carga horária e a falta de ergonomia em cadeiras e mesas, como um possível passivo trabalhista para os empregadores.

O equilíbrio é fundamental

Neste momento surge o que chamamos de modelo híbrido de trabalho que tem como objetivo unir os dois mundos, mantendo a flexibilização do trabalho remoto, mas com o equilíbrio necessário.

A proposta que eu acredito ser a mais viável consiste em manter dias em que o trabalhador ocupe posições de trabalho na sede da empresa e dias em que ficará trabalhando remotamente, não necessariamente em casa e sim próximo, em um espaço profissional que garanta segurança e infraestrutura para o colaborador e para a empresa.

Neste equilíbrio de funcionamento do modelo híbrido de trabalho tenho convicção que acontecerá o que imaginávamos em 2014 quando inauguramos a Eureka Coworking dentro de um bairro. Todos ganharão: o colaborador terá melhor produtividade pela flexibilidade, aumento de tempo e confiança concedida; Já empresa diminuirá os seus custos operacionais com a redução dos espaços físicos e a cidade se beneficiará com a diminuição dos deslocamentos diários, menos poluição e trânsito.

Gestão dos espaços

Certificação no modelo híbrido de trabalho

A certificação dos espaços é muito importante para garantir a segurança

Um dos desafios que enfrentamos para desenvolver a operação do modelo híbrido de trabalho foi desenhar as ferramentas tecnológicas para suportar uma gestão descentralizada de agendamento das posições de trabalho, que precisa garantir o controle e ter alta disponibilidade.

Para manter o nível de excelência e qualidade, a Eureka desenvolveu uma certificação utilizando a SafePlaceToWork como referência, para que a empresa e o colaborador tenham a melhor experiência e segurança durante todas as etapas do processo do modelo híbrido de trabalho.

Próximos passos

A Eureka já desenvolveu a plataforma para operar o modelo híbrido de trabalho, que chamamos de Eureka Hub e estamos com uma rede de parceiros já em operação.

Acredito que o futuro é híbrido e que os coworkings, assim como o trabalho remoto, terão papéis fundamentais dentro do ecossistema dos escritórios. E o equilíbrio e a que este modelo trará garantirão ótimos resultados para todos, possibilitando planejar como gastaremos o nosso limitado tempo, da melhor forma possível.

Não há Comentários

Post A Comment

Login

Register

terms & conditions